segunda-feira, 31 de maio de 2010

ALIMENTAÇÃO ESCOLAR E CANTINA SAUDÁVEL 2

Sobre a postagem que tratou desse tema, recebemos, em nosso e-mail, a redação de uma aluna do 3º ano do ensino médio de uma escola estadual do Espírito Santo, solicitando às autoridades competentes providências sobre a qualidade, quantidade e variedade da alimentação fornecida no turno noturno da escola onde estuda.

Anteriormente, tomamos conhecimento de que a merenda dos alunos do turno noturno de outra escola estadual, localizada em outro município, não era adequada às necessidades do aluno trabalhador que, geralmente, vai direto do trabalho para a escola.

Atendendo à solicitação da aluna e preservando a sua identidade e da sua escola, segue, na íntegra, o texto que nos foi enviado, esperando que ele seja lido por alguém que possa tomar as providências para a mudança da situação citada:

A Merenda Escolar

Estudar é tudo que o jovem precisa para conquistar um futuro promissor.

É através do estudo que ele terá conhecimento suficiente para enfrentar o mercado de trabalho atual.

O Governo tem oferecido vários recursos para que as crianças, adolescentes e jovens permaneçam na escola. Um destes recursos é a merenda escolar, que atualmente é servida por empresas contratadas pelo governo.

Infelizmente esse recurso é muito mal dividido, pois enquanto alunos do turno matutino almoçam as 09:00h e o turno vespertino às 14:00h, ao noturno que tem a maioria jovens trabalhadores, são servidos biscoitos, sucos e às vezes pequenos pães.

Não da para entender como esse tipo de situação possa ocorrer numa instituição pública, principalmente onde se prega o crescimento como o todo do ser humano

Será que o governo estadual sabe como é feito a distribuição da merenda escolar na rede estadual de ensino?

Cabe às autoridades investigar as empresas fornecedores de alimentos, para ver por que o turno noturno recebe uma alimentação tão insatisfatória e procurar solucionar esse problema.
 


5 comentários:

brendablogpoemasetextos disse...

Obrigada por ouvir as reclamaçoes de nossos alunos,porque infelizmente,ninguém se importa como estão se alimentando os nossos jovens que trabalham ao dia e precisam estudar à noite.

DAMARLU EDUCAÇÃO disse...

Que bom que você considera importante a iniciativa!
Ontem, dia 30, mais uma vez o jornal “A Gazeta”noticiou o projeto da Secretaria de Educação de só permitir a venda de alimentos saudáveis nas cantinas das escolas estaduais. E a alimentação a que a aluna se refere? É considerada saudável pela SEDU?

GALERINHA DA ESCOLA HERMANN BERGER disse...

Infelizmente a SEDU nem deve saber o que se come num escola pública,talvez seria melhor que os alunos pudessem comprar o que quisessem,melhor do que comer biscoito todo dia...

DAMARLU EDUCAÇÃO disse...

Será que ela não sabe? Se for o caso, o que eu não acredito, seria interessante que vocês enviassem um ofício ao Secretário comunicando-lhe o que realmente se passa e enviando fotos da alimentação que é servida para os alunos. Eles vão para a imprensa e procuram mostrar à sociedade uma situação que difere em muito da realidade. Com certeza, com objetivos que visam à obtenção de "louros" não merecidos.

Anônimo disse...

Ola boa tarde... eu conclui meus estudos dia 17/04/10. Posso ter problemas????

Postar um comentário